quinta-feira, abril 26, 2007

Restou Um Espaço Por Ocupar

restou um espaço por ocupar
um lugar onde toda a liberdade existe
só tu é que partiste.

nada disto se parece novo
já o passei outras tantas vezes;
apenas novas caras e novos corpos.

deixaste uma cadeira vazia
no lugar onde todo o amor existe
e a paixão de que falava.

leva-nos a calma e a tempestade
o vazio nascido de uma ausência.
odeio-te-me em frente ao espelho
que nos transfigura.

a tua doçura,
onde mora a tua doçura?
tenho-lhe saudades e beijos.


Hugo Sousa
26 Abril 2007

2 comentários:

Laura disse...

a ausência..a eterna questão.
revoltado, bom.

che finlandes disse...

vais fechar o blog no caralhinho eu gosto da tua poesia caralhu és um génio HUgo e passo a tua poesia no #poesia :)

abraco do che malaiko finlandes :)